Contrasenso – Paulinho Moska

“Contrasenso”, uma bela canção do Paulinho Moska. A letra lembra o estilo nonsense de pensar o real que encontramos em Lewis Carroll. Destaque para o solo de Theremin. Ficha técnica no final da publicação.

Um cara saiu de dentro do espelho
E o cara tinha a minha cara
Vestia um casacão de couro
Que era exatamente a roupa que eu usava
Me olhava, como que me conhecendo, eu estranhei…
E ele me examinava
Mas não se movimentava do jeito que eu me mexia
Ele nem pensava o que minha mente queria
Ele era meu igual, só que diferente…
Meu irmão gêmeo, mas não era meu parente
Ele me disse:

Eu vou gritar
Antes de sentir a dor
O telefone vai tocar
Depois que eu disser ALÔ
Você vai me agradecer
Antes do presente chegar
E eu só vou me convencer
Depois que você concordar

Que eu não quero a ordem natural das coisas
Não quero mais a ordem natural
Não quero mais a ordem Não me leve a mal
Não quero mais O natural

O sol tinha que nascer
Antes da noite terminar
E eu só ligaria a tv
Depois que ela saísse do ar
Os dias demorariam um século pra passar
Ah! Isso que é viver!
O pior de tudo é saber
Daquilo que está prestes a acontecer

Eu não quero a ordem natural das coisas
Não quero mais a ordem natural
Não quero mais a ordem não me leve a mal


Músicos nesta gravação:
Paulinho Moska – Voz, violões e theremin 
Christiaan Oyens – Bateria 
Nilo Romero – Baixo 
Marcos Suzano – Derback, tantã, ganzá, moringa e tabla, prato de cerâmica e reco-reco 
Billy Brandão – Guitarra 
Sacha Amback – Teclados (efeitos) 
Milton Guedes – Sax alto e pandeiro 
Marcelo Martins – Sax tenor e solo 
Eduardo Neves – Sax tenor 
William Magalhães – Piano Fender Rhodes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *