Oralidade, diálogo e educação

Ressonâncias do encontro entrar em uma arte por meio de outra.

Oferecer uma escuta ao outro como possibilidade de ampliar a minha. Para os tempos de pandemia, criar uma escuta que se disponha a acolher. É interessante, especialmente para quem está envolvido com o sonoro, com o musical. Não se trata de bondade com o outro, disse Catherine na conversa. Oferecer uma escuta é viabilizar aprendizagens. Aprende-se com a riqueza do que o outro me conta. Oralidade, diálogo e educação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *